10/06/2013

Principais golpes contra os Turistas

Em ano de grandes eventos em nosso país, é sempre bom divulgar essas informações para evitar que aconteçam situações desagradáveis em nosso momento de lazer.

Em qualquer lugar do mundo, turistas são vítimas em potencial de pessoas mal-intencionadas e desonestas, prontas para aproveitarem e aplicarem golpes na primeira oportunidade que aparecer.

Por isso, durante viagens de turismo, todo cuidado é pouco para não cair nos golpes aparentemente manjados utilizados por essas pessoas, mas que são capazes de causar grandes prejuízos ao primeiro descuido do visitante. Então, conheça abaixo os golpes mais comuns contra turistas:


Golpe dos falsos policiais

Ser abordado por um policial que convenientemente faz uma acusação leve ou mesmo inexistente, pode ser sinal do turista estar lidando com um falso policial. Se durante a abordagem for aplicada alguma multa de valor significativo por uma suposta infração da lei e que deva ser paga no ato, então, é certeza de estar sendo vítima de um golpista. Nesse caso, o melhor a fazer é entrar em contato com a polícia (a verdadeira).

Golpe de acrescentar itens à conta

Alguns dos lugares preferidos pelos turistas para visitarem durante a viagem são bares e restaurantes. No entanto, devem ficar atentos à costumeira mania de estabelecimentos desonestos de incluir na conta itens a mais e que não foram consumidos na realidade. Esse é um dos golpes mais comuns contra turistas, principalmente quando os viajantes consomem bebidas alcoólicas em abundância, pois tendem a ficar mais relaxados, descontraídos, não observando como deveriam o resultado total da conta, muitas vezes deixando de conferir o que foi efetivamente cobrado.

Aluguel de acomodações que não existem

Uma boa saída para economizar em uma viagem turística é evitar a conta do hotel alugando com antecedência um lugar para ficar, principalmente quando a viagem for superior a uma semana. No entanto, é aconselhável fazer uso de agências conhecidas e confiáveis na hora da reserva pela internet. No caso do pagamento através de transferências internacionais ou depósitos, o turista terá mais segurança ao usar uma empresa confiável, sem também correr o risco de alugar um local anunciado por pessoas desonestas, mas que na verdade não existe. Isso, fatalmente, acabaria com sua viagem de férias.

O perigo da clonagem do cartão de crédito

Pessoas malandras e mal-intencionadas estão sempre à espreita de uma oportunidade para ganhar dinheiro fácil e turistas são um prato cheio para isso. A clonagem do cartão de crédito tem lugar de destaque entre os golpes mais comuns contra turistas, portanto, tenha muito cuidado na hora de usar seu cartão, sempre acompanhando de perto o caminho percorrido por ele ao ser manuseado por terceiros, evitando qualquer chance de fraude. De preferência, passe você mesmo o cartão nas máquinas de leitura e onde for possível, evite o uso do dinheiro de plástico e pague com valores sacados de caixas eletrônicos de agências bancárias ou de instituições confiáveis.

Guarda volumes sem segurança

Chega uma hora que você precisa guardar suas coisas em algum lugar. Lugares como aeroportos, estações de trem e albergues são providos de armários onde malas, sacolas e mochilas podem ser guardadas. Vale a pena investir nessa hora e comprar um cadeado mais robusto. Nada de usar cadeados fornecidos pelo local, pois a chave pode ter cópias. De qualquer forma, coisas de valores como dinheiro e cartões de crédito, não devem ser deixados nesses locais.

Variação de preços das diárias

Você está em um local estranho, com língua estrangeira, então o melhor é se precaver contra mal-entendidos ou mesmo atitudes de má-fé. Solicite o valor da diária e o total da estadia por escrito, a fim de evitar aborrecimentos quanto ao que será cobrado na hora de voltar para casa.

De olho nas malas

O roubo de malas e objetos de valores também tem lugar de destaque entre os golpes mais comuns contra turistas. Cuidado com suas sacolas nunca é demais, principalmente em lugares muito cheios como aeroportos, rodoviárias e estações de trem. O ideal é que você mesmo tome conta de suas malas, mas se precisar de alguém para carregá-las, acompanhe de perto o trajeto a ser percorrido. Malas com dinheiro, valores, documentos importantes, notebooks, faça um esforço e carregue você mesmo, para evitar surpresas desagradáveis durante a viagem.

Na hora de pagar o Taxi

Taxistas desonestos existem em toda parte do mundo, por isso, informe-se com antecedência sobre o roteiro a ser feito, bem como o valor que será cobrado. Começar o trajeto de táxi sem saber o valor final da corrida, pode gerar desacordo entre as partes e discussões estressantes e desnecessárias. Como o visitante não conhece a cidade, um dos golpes mais comuns contra turistas praticados por taxistas mal-intencionados é exatamente fazer um caminho muito mais longo para um destino que na verdade é bem perto, o que encarece sobremaneira o serviço prestado.

Muito cuidado com a carteira

Como a carteira do turista tem dinheiro, certamente o roubo de carteira lidera a lista dos golpes mais comuns contra turistas. Ladrões especialistas em “bater” carteiras costumam ver turistas como presas fáceis. Esses “profissionais” geralmente são muito hábeis na forma de distrair a vítima, criando oportunidades para surrupiar a bolsa, dinheiro e outras coisas de valor. Usar mochilas em transportes públicos lotados é um chamariz para ladrões ávidos por lesar turistas desatentos.

Fuja de cambistas

Turistas em busca de bons shows durante suas viagens são vítimas costumeiras de cambistas com ingressos com preços bem acessíveis, porém falsos. O viajante geralmente só percebe que caiu em um dos golpes mais comuns praticados contra turistas, quando é barrado na entrada do evento. Procure sempre comprar ingressos e passagens em locais de venda autorizados para evitar um desgosto desses no seu passeio pelo mundo.

Custo das ligações telefônicas

Ao tentar fazer uma ligação de uma cabine informal, consulte previamente o valor que será cobrado para evitar ser explorado. Só compre crédito de celular em lugares autorizados, evitando a possibilidade de não creditarem o valor desembolsado por créditos para telefones pré-pagos. Embora seja uma trapaça que geralmente não traz tantos prejuízos, mesmo assim é um dos golpes mais comuns praticados contra turistas, e que se vier a acontecer, diminui o brilho e o encanto da viagem.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial