24/08/2015

Costumes que contradizem a lei

Sempre nos deparamos com pessoas indignadas por conta de muitos políticos, que usufruem de artimanhas para se beneficiar, se aproveitando das brechas nas leis do nosso Brasil, fazendo valer o chamado “jeitinho” brasileiro, que consiste em atos antiéticos para se apropriar ou fazer uso de um bem de terceiros, tirando total proveito em causa própria.

No entanto maioria dos brasileiros tem cometido tais atos em proporções menores mais com impactos iguais. São exemplos comuns dentro dos lares como um método de usar água e luz em suas residências burlando os meios de cobrança deste mesmo, o famoso “gato de luz e de água”.

Outro exemplo claro e visto constantemente nas ruas são alguns dos motociclistas que andam numa contramão aqui, passam por uma passarela de pedestres ali, tudo isso para economizar alguns minutos ao invés de ir até o local apropriado para fazer o retorno.

Esses atos que se julgam inocente, tem peso perante a lei, as pessoas não percebem que o “jeitinho brasileiro” e questão de oportunidade.

Não basta pensarmos somente nos atos de grandes impactos para a sociedade, como o caso de alguns políticos que roubam e/ou desvia verbas, porque os que vão contra a lei em atos de menor impacto social hoje, tendo oportunidade, tenderiam a cometer os mesmos atos como os políticos citados anteriormente.

Temos que erradicar esse “jeitinho brasileiro” começando por cada um de nós, e depois em nossos lares. Estão previstas punições, muitas delas severas contra estas infrações, porém, a consciência deve ser a maior lei.

Então se queremos um país melhor, comecemos por aqui.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial