24/08/2015

Benefícios do vinho para saúde

Não é a toa que o vinho faz parte das mesas, geladeiras, dispensas e adegas de diversas casas, restaurantes e bares mundo a fora. Existem diversos motivos que tornam a bebida tão apreciada, como o seu sabor ou a enorme variedade de tipos de vinhos: a bebida dos deuses pode fazer bem para a sua saúde. 

Saiba a seguir quais são os benefícios que o vinho oferece ao seu tomar diariamente cerca de uma ou duas taças (quantidade recomendada por especialistas).

- O vinho previne o risco de doenças do coração e desfavorece o infarto:

Os estudos do vinho relacionados à saúde começaram nos anos 70, percebendo que os franceses, povo que consome muito álcool, tabaco e comida gordurosa, possuíam baixa incidência de infarto ou de acidente vascular cerebral se comparados à média da população mundial. A razão para isso são as substâncias que dão cor ao vinho, as procianidinas, que podem gerar tal efeito no organismo do indivíduo. Elas protegem as paredes dos vasos sanguíneos evitando a formação da aterosclerose.

Além dessas substâncias, os pesquisadores descobriram nas uvas o resveratrol, que potencializa esse benefício já que também previne a aterosclerose, protege as células cardíacas durante a falta de oxigênio no organismo e relaxa os músculos lisos das artérias, prevenindo e tratando a hipertensão.

- O vinho tinto é ainda mais benéfico:

Como as procianidinas são responsáveis pela cor do vinho, sabe-se então que o tinto é, dentre todos os tipos de cores, o que mais possui a substância. Assim, nessas mesmas pesquisas, percebeu-se que o consumo do vinho tinto pode ser ainda mais benéfico nesse sentido.

- Pode ajudar a evitar o surgimento do câncer:

Os flavonóides e os taninos presentes no vinho têm uma atividade protetora do DNA e evitam o surgimento de células cancerígenas no corpo.

- Retarda o processo de envelhecimento do organismo:

O resveratrol também tem o potencial de retardar o processo de envelhecimento dos tecidos muscular, cerebral e cardíaco por suas características antioxidantes e anti-inflamatórias.

- Reduz risco de doença renal:

Os pesquisadores envolvidos na pesquisa que comprovou este benefício afirmaram que os fatores de risco da doença renal são os mesmos da doença cardiovascular e, por isso, o vinho pode ter sucesso nessa atuação.

- Ajuda a combater a obesidade:

O resveratrol, mais uma vez, e o piceatanool estão relacionados à inibição do acúmulo de gordura pelas células adiposas e, por isso, contribuem no combate contra a obesidade.

- Aumenta a expectativa de vida e sua qualidade:

Todos os benefícios anteriores provindos do consumo diário de uma ou duas taças de vinhos contribuem para uma vida com mais qualidade e maior. Um exemplo disso é que na Ilha de Creta, região com dieta mediterrânica e com consumo regular de vinhos, a chance de um indivíduo morrer por causa de um ataque cardíaco é 98% menor que de um americano.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial