13/10/2012

Inconcluir - por Breno Lemos

Podia estar compondo uma música ou talvez escrevendo um romance, porem estou aqui tentando ser mais um clichê, pois se eu tentar, não ser, acabaria sendo de qualquer maneira, já que estou escrevendo, e como qualquer bom escritor, coisa que não sou, é.

Parando com a baboseira , este texto não é uma historinha , pelo menos não é a minha intenção. Então fala sobre oque? Sobre nada, são só mais alguns delírios de uma madrugada de um louco.

Na verdade louco não, sou mais um comum nessa sociedade indecente que trata atualmente a rebeldia com naturalidade, isso talvez seja até peculiar, quando se vive em um lugar cheio de Inclonclusões , e esta inconclusão é um assunto q já iremos tratar, enquanto isso voltaremos pra introdução babosa que disse que disse q iriamos deixar de lado.

Um aviso para você leitor, não espere tirar alguma coisa de surpreendente desse texto, pois tudo aqui você já sabe, já que a rebeldia é tratada com naturalidade e você esta lendo um argumento rebelde. No final você pode até dizer que seu tempo foi perdido, mais essa sua conclusão é inclonclusa já que “nada se conclui”.

Pronto! Comecei a falar da tal inconclusão, e me desculpe se eu ainda não sai da introdução, é que o texto é todo introdutivo, já que o texto é meu e eu faço do jeito que eu quero!

Se você for um critico já pode parar de ler, não tenho nenhuma noção de estrutura textual! E não me interessa saber se esta correto , só escrevo porque gosto , ou não!

Esta bem,” Nada se conclui” é uma “inconclusao inconclusa”! Isso é uma teoria minha para todas as outras teorias filosóficas já existentes.

À algum tempo atrás, após analisar alguns pensamentos de alguns filósofos, notei que vários chegaram as mesmas conclusões de maneiras diferentes, e também tiveram alguns que chegaram em conclusões diferentes sobre as conclusões de outros.

Isso me permitiu chegar a minha inconclusão, só que maneira ainda completa, digo completa pois era uma conclusão e não a minha atual inconclusão.

Deixe eu explicar melhor, pensando sobre diversas teorias eu acabei concluindo que nada se conclui, isto é , tudo que eu analisei em todas as teorias é que elas não concluíam nada , só concluía que nada se conclui!

È meio confuso eu sei, ainda mais que eu estou explicando de uma maneira geral e incompleta nesse primeiro momento. Mas pense assim, “Só sei que nada sei” isso para mim é a mesma coisa que eu falar, “tudo que eu concluo é que nada concluo”, já que estou anulando a minha primeira oração!

Se ainda esta complicado ,veja só, um, menos, um, é igual a ,um, desse modo Saber que nada sabe é igual a saber algo, porem estou dizendo que nada sei, Como posso saber que nada sei se eu não sei de nada?

Um menos um não é igual a um, mais eu tinha , um ,no começo e depois eu tirei ,um, eu acabei ficando com o meu ,um , inicial! Isso é a minha conclusão de que nada eu concluo!

Se você ainda não intendeu , preste bem atenção agora! Isso tudo mostra que essas teorias não te tiram do lugar, do mesmo jeito que você começou você termina! Eu tinha, um , e acabei com ,um.

Eu conclui que nada conclui!

E neste momento eu estou tomando o rumo desejado de meu texto, apresentar a minha teoria da inconclusão.

Enquanto estava dizendo que concluía que nada concluo me pareceu um pouco melhor dizer, “tudo é inconcluso!”, já que ninguém é dono da razão e a razão é a parede que me impede de enxergar a verdade!

Outra coisa que tenho a falar, é que tudo que eu falo é mentira, ou não, pois eu tenho a crença de que não existe ninguém que saiba a verdade sobre qualquer coisa, então eu posso afirmar que a caneca de agua que estou bebendo na realidade é um peixe.

Loucura tudo isso não? È como já avia dito, esse texto não te tira do lugar! E isso serve para mostrar para você que tudo é inconcluível.

A partir de tudo que disse podemos também enxergar aqui teorias de vários outras pessoas, afinal eu disse que conseguimos chegar em uma afirmação a partir de varias ideias!

Para da uma inconclusão final , gostaria que você pensasse em tudo isso com uma mente aberta, e não com raiva por achar que tudo isso é ridículo e que você já sabia disso tudo pois é muito obvio, afinal eu avisei que seria dessa maneira...

De: “Riul Cnocni”

Por Breno Lemos
breno_lemos1@hotmail.com

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial