18/07/2011

Patativa do Assaré


"Há dor que mata a pessoa
Sem dó nem piedade.
Porém não há dor que doa
Como a dor de uma saudade."



"Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome, pergunto o que há?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará."


Grande Poeta, compositor, cantor e improvisador brasileiro, Antônio Gonçalves da Silva, mais conhecido como Patativa do Assaré escreveu grandes poemas que retratam a vida do brasileiro.

1 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial