08/02/2009

O valor de uma vida....

Há muito tempo atrás, um imperador chinês se orgulhava da sua grande coleção de porcelana. Eram 12 peças valiosíssimas que só os serviçais mais experientes tinham permissão para limpá-las.


Esse imperador era conhecido por ter um coração muito áspero, dificilmente ele perdoava alguma falha, e a punição mais comum era a pena de morte.


Um dia, um jovem rapaz que estava aprendendo o serviço de limpeza do reino, por descuido deixou uma das porcelanas cair ao chão. Esta se quebrou e a revolta do Imperador foi imediata.


Tão revoltado com o acontecimento, imediatamente ele divulgou por todo reino a data do enforcamento do jovem rapaz que quebrou uma peça da sua estimada coleção de porcelanas.


Tão logo a notícia se espalhou, um velho sábio pediu a permissão ao Imperador dizendo que podia devolver a ordem à coleção. O Imperador imediatamente chamou o velho.


De frente para o Imperador e toda a população o velho pediu para que as 11 peças inteiras e mais os cacos da 12a fossem colocadas sobre um lençol encima de uma mesa.


A ordem foi acatada e todos aguardavam o desfecho do acontecimento. Será que o velho sábio conseguiria trazer de volta a peça e salvar a vida do jovem?


Num ato rápido o velho sábio puxou o lençol e todas as peças caíram ao chão, fazendo um grande barulho e espalhando cacos por todos os lados. Todos ficaram surpresos e um silêncio total se instalou na multidão, foi quando o sábio proferiu as seguintes palavras:


- Quebrei todas as peças devolvendo ordem a coleção. Peço humildemente que liberte o jovem e me mate em seu lugar. Faço isso porque já sou velho, minha morte com certeza vai ser menos sentida do que a deste jovem e dos próximos onze serviçais que viriam a quebrar um objeto de sua coleção.


Indignado num primeiro momento, o Imperador se, pois a pensar e libertou o jovem e o velho sábio, entendendo realmente o valor de uma vida humana.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial