24/11/2008

Tchauzinho da amizade...


Rhafhaelis Tooiçaum era um menino que, apesar de sempre ter estampado um sorriso em seu rosto, vivia certa crise em sua vida pessoal.

Filho mais novo do rei do Império de PK, hoje localizado na Europa Ocidental, seu irmão mais velho, príncipe e futuro rei da grande nação era o único a ser comentado na corte. Bonito, esbelto, forte e inteligente, o Príncipe era o sonho de todas as mulheres do Reino.

Rhafhaelis no entanto, era gordinho, engraçado, porém, tinha um defeito de nascença, seu dedo anular da mão direita não tinha firmeza, e por isso, quando ele acenava para alguém, era motivo de chacota pois sua mão era defeituosa.

Com a morte do Rei e posteriormente sua esposa, o Príncipe Fortius assumiu o Reino, e com poucos meses no poder, sua nação sofreu a invasão dos povos bárbaros que tomarão o poder e assassinaram o jovem Rei.

A população agora se tornara escrava e Rhafhaelis era criticado pois, durante a guerra não estava presente e nada fez.

Porém, Rhafhaelis era um grande conquistador, devido a seu jeito alegre e humilde de ser, foi conversando com cada morador descontente com a situação de escravidão, enquanto que para os invasores ele era considerado um pobre coitado deficiente, para o povo e sem alardes ele tramava a retomada do poder.

Assim, sobre comando de Rhafhaelis, a população do reino de PK elaborou uma estratégia e em um dia de muita chuva e trovoadas, foram silenciosamente capturando os soldados invasores e retomando o poder do Reino.

Sem armas, os invasores foram presos e do alto de seu castelo Rhafhaelis acenava e era aclamado pelo seu povo.

Essa imagem ficou tão marcada que a partir deste dia, foi estabelecido no reino que o aceno com o dedo anular para baixo significava a volta da paz à comunidade e um sinal de amor e carinho do príncipe pelo seu Reino.

Durante todo o governo de Rhafhaelis o povo de PK não foi atacado, era respeitado por ser uma nação soberana e de paz. Uma nação amiga e que tinha como marca o respeito entre as pessoas.


.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial